Navigation Menu
IGREJA N.SRª DO MONTE

IGREJA N.SRª DO MONTE

  • Local: malaca
  • Categoria:
  • Visita: 27 Feb, 2016

As igrejas portuguesas e os outros edifícios religiosos desapareceram, à exceção da igreja dos jesuítas, da Igreja de São Lourenço e da Igreja de São Pedro, posto que o edifício desta date já do início do século XVIII, quando os portugueses tinham há muito perdido o controlo da cidade. O Colégio da Companhia de Jesus, de cuja igreja ainda se conservam as estruturas, fica situado no ponto mais elevado da cidade, em posição dominante. Inicialmente era uma construção muito fraca e pequena, situação que se manteve até cerca de 1566. O templo primitivo foi doado aos jesuítas pelo bispo de Goa, em 1548 ou 1549, e entre 1561 e 1564, o padre Cristóvão da Costa deu início a um novo edifício. Em dezembro de 1566, essas obras já tinham terminado, faltando apenas forrar os cubículos, mas para isso já havia no local a madeira necessária. No ano seguinte a igreja estava acabada, com os seus vinte e quatro metros de comprimento, dez de largura, e quase nove de altura. A construção definitiva foi planeada pelo visitador Alessandro Valignano, um italiano muito prático em coisas de arquitetura, e que também traçou o primeiro projeto da Casa Professa do Bom Jesus de Goa. Quando esteve em Malaca, em 1577, e viu as instalações dos jesuítas ficou desconsolado com o seu estado, exiguidade e modéstia, decidindo deitar tudo abaixo e fazer uma nova igreja e um novo colégio. Nos oito meses seguintes, deu tal aviamento às obras que as concluiu. Resta hoje uma igreja sem cobertura no corpo, com nave única e larga, e capela‐mor quadrangular, através da qual se acede à sacristia, e daí à torre. Existe um portal axial e mais dois laterais com tratamento sóbrio. Uma outra porta, já próxima do arco‐cruzeiro, dava acesso à zona residencial. Durante o período de domínio holandês, o corpo da igreja foi utilizado como cemitério. Um documento do Arquivo de Haia relativo à remodelação das fortificações da cidade mostra como era a igreja em 1641. É a única imagem que conhecemos do edifício íntegro, com a igreja, a residência e o colégio anexo.

fonte
HPIP
Pedro Dias

Comentários

Translate »